Conheça melhor a Angola Cables consultando a nossa Brochura Institucional.

A Angola Cables é uma multinacional de telecomunicações angolana que opera no mercado grossista e que se dedica à exploração e comercialização de capacidade de circuitos internacionais de voz e dados, nos nossos cabos submarinos: WACS, MONET & SACS.
O nosso propósito é contribuir para o desenvolvimento tecnológico e para a melhoria do acesso de todos à informação digital.

Fundada em 2009, somos os gestores da participação angolana no WACS, o West Africa Cable System, lançado em 2012.

No nosso Data Center, o Angonap Luanda, fornecemos serviços de Colocation para empresas de vários sectores e indústrias, apostando na qualidade e conectividade.

Gerimos o Angonix, o Internet Exchange Point de Angola, onde operadores e fornecedores de conteúdos nacionais e internacionais trocam informações e dados.
A Angola Cables construiu o SACS, South Atlantic Cable System, o primeiro cabo submarino no Hemisfério Sul a ligar directamente o Brasil à Africa.

Para além deste, construiu o cabo Monet que liga Brasil aos EUA e está em curso a construção do Data Center Angonap Fortaleza.

CRONOLOGIA ANGOLA CABLES

null

2009

A 5 de Junho de 2009 a Angola Cables é fundada. É ainda em 2009 que se inicia a participação no consórcio do WACS.

null

2010

Início da construção da estação de Sangano.

null

2011

Em 2011 inicia-se a construção do data center Angonap Luanda e define-se o Backbone de ligação entre a estação de Sangano e o data center Angonap Luanda.

null

2012

2012 marca a inauguração do WACS, data center Angonap Luanda e estação de Sangano.

Ainda neste ano é feita a instalação do backbone e inicia-se o projecto SACS.

null

2013

Em 2013 a Angola Cables é distinguida com o Prémio de Qualidade e Eficiência. Este é ainda o ano da Assinatura com a Epsilon.

Nos mares, as embarcações Angola Cables brilham na Regata Cape to Rio, elevando a notoriedade da marca.

null

2014

Em 2014 é feito o estudo de viabilidade do Data Center Angonap Fortaleza e inicia-se o projecto Monet (assinatura do consórcio para construção).

null

2016

Em Março de 2016, é assinado o contrato com o ‘supplier’ para o SACS. No início do 4º trimestre do ano, em Setembro, o Monet chega a Fortaleza.

null

2017

Este ano registaram-se avanços significativos no reforço da robustez da rede com o estabelecimento de diversos acordos de peering, abertura de PoPs e interconexão com IXPs e operadores Tier 1 internacionais. A ID3.net torna-se o primeiro cliente de remote peering no IXP Angonix, foi assinada uma parceria estratégica com a DECIX e um acordo com a WACREN, uma prestigiada entidade de investigação científica.

null

2018

MONET e SACS entram em operação comercial. Um Memorando de Entendimento é assinado com a IOX, Fiberlight, Sillica Networks e Broadband Infraco que expande a capilaridade da rede da Angola Cables para destinos na Asia, América do Sul, EUA e África do Sul. A rede IP continua a evoluir positivamente e são estabelecidos diversos PNI´s estratégicos. A Angola Cables torna-se revendedor DECIX e reforça sua relação institucional com as autoridades em Fortaleza, nomeadamente celebrando uma parceria com a ETICE (Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará).